adplus-dvertising

Como liberar cota Bilhete Único Estudante?

Índice

Como liberar cota Bilhete Único Estudante?

Como liberar cota Bilhete Único Estudante?

Basta fazer a solicitação no site da SPTrans, preencher o cadastro com os dados solicitados (identidade e foto), cadastrar o endereço no qual quer receber o cartão e realizar o pagamento equivalente ao valor de dez tarifas (R$ 44,00) mais o custo do envio. O valor pode ser pago via boleto bancário ou cartão de crédito.

Quando posso carregar o Bilhete Único Estudante?

O período de recarga (para a totalização da cota de R$ 60,00) tem início no dia 20 de um mês, encerrando- se no dia 19 do mês seguinte.

Qual o limite de recarga do Bilhete Único Estudante?

Seu limite de créditos suportados é de R$ 43,00. Essa cartão pode ser encontrado nos Postos de Venda e Atendimento. Para tanto é necessário apresentar um documento com foto e o número do CPF. Já o cartão Bilhete Único individual é tem um limite de recarga de R$ 350,00.

Como carregar o Bilhete Único do Estudante?

Nos Pontos de Venda de Créditos como bancas de jornal, farmácias e padarias. Neles, você faz compra e recarga de créditos do Bilhete Único Comum e Estudante e a recarga do Bilhete Único Vale-Transporte e Mãe Paulistana.

Como saber se a cota do Bilhete Único Estudante?

Para realizar a consulta, basta inserir o número do RG ou o número do CPF do titular do cartão no link http://www.sptrans.com.br/estudante/. Estudantes que já pagaram o valor da renovação do Bilhete Único em 2020 não precisam pagar novamente.

Quando volta a funcionar o Bilhete Estudante 2021?

A partir desta segunda-feira, 09 de agosto de 2021, parte das instituições de ensino de São Paulo retoma as atividades presenciais.

Quantos ônibus posso pegar com o Bilhete Único Estudante?

Limites. Para ter acesso ao transporte público gratuito, o aluno precisa adquirir o novo modelo do Bilhete Único do Estudante e pagar a taxa anual de validação. As cotas gratuitas são concedidas pela SPTrans conforme os dias de aula do usuário, com um limite de 48 viagens por mês.

Quando o bilhete de Estudante volta a funcionar 2021?

A partir desta segunda-feira, 09 de agosto de 2021, parte das instituições de ensino de São Paulo retoma as atividades presenciais.

Qual o valor máximo de recarga do Bilhete Único?

Saldo Máximo - Bilhete Único. Desde 1º de fevereiro, o limite no saldo máximo de créditos do tipo comum em todos os cartões não personalizados (sem foto ou dados pessoais impressos), além dos modelos personalizados emitidos antes de 2014 é de R$ 43.

O que fazer quando o bilhete aparece saldo maior que o permitido?

Para reaver os créditos com valor superior a R$ 43, o usuário precisa se cadastrar no site bilheteunico.sptrans.com.br e, após conclusão e aprovação da foto, retirar o novo cartão personalizado em um dos terminais de ônibus municipais. Em 72 horas, o munícipe poderá fazer a restauração dos créditos remanescentes.

Quem pode adquirir o Bilhete Único de estudante?

Bilhete Único de Estudante com Gratuidade, cujas cotas de viagens gratuitas são disponibilizadas com redução de até 100% (cem por cento) sobre as tarifas básicas vigentes para o usuário comum. Quem pode adquirir o Bilhete Único de Estudante? SPTrans informa!

Quem pode ter o Bilhete Único?

O bilhete único é um cartão que permite ao usuário acessar o transporte público de São Paulo (ônibus, metrô e CPTM) sem a necessidade de realizar o pagamento em dinheiro. Ele pode ser recarregado em máquinas localizadas nos terminais, através do celular e em estabelecimentos como padarias e farmácias. Quem pode ter o bilhete?

Quando é necessário renovar o bilhete de estudante?

Com exceção dos bilhetes que possuem mais que R$ 43,00 e foram emitidos antes de 2014, que só serão válidos até 30 de setembro, o bilhete único pode ser usado por até cinco anos . O único caso que requer renovação mais frequente é o do bilhete de estudante, que precisa ser renovado a cada nova matrícula realizada (semestralmente ou anualmente).

Qual o valor do bilhete de estudante?

O bilhete de estudante é destinado à estudantes e professores que tenham vínculo comprovado pela instituição de ensino e permite que o usuário pague apenas metade do valor da tarifa (R$ 2,15, segundo a tarifa atual).

Postagens relacionadas: