adplus-dvertising

Quanto tempo dura a recuperação judicial da Oi?

Quanto tempo dura a recuperação judicial da Oi?

Quanto tempo dura a recuperação judicial da Oi?

O prazo de 12 meses para conclusão do processo termina em outubro, de acordo com a decisão do juiz Fernando Viana, da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, publicada no ano passado.

Quando foi deferido o pedido de recuperação judicial da Oi?

O Grupo Oi requereu o pedido de recuperação judicial em 20 de junho de 2016, com base na Lei de Recuperação Judicial e Falências (Lei nº 11.101/2005), cujo processamento foi deferido em 29 de junho de 2016, pelo Juízo da 7ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro (Processo nº 0203711- 65.2016 ...

É verdade que a operadora Oi está falindo?

Não. A Oi vendeu as operações seu braço de telefonia móvel para um consórcio formado pelas suas rivais - Claro, Tim e Vivo. A venda foi fechada em R$ 16,5 bilhões. ... Com isso, a Oi não terá mais operações de telefonia móvel, torres ou datacenters, que foram vendidos em outros leilões desde 2019.

Como está a situação da Oi?

Em 2020, o prejuízo foi de R$ 10,53 bilhões no acumulado de 2020. A Oi finalizou dezembro do ano passado com uma dívida líquida de R$ 21,79 bilhões. De acordo com o último balanço divulgado pela companhia, a operadora encerrou o primeiro trimestre de 2021 com prejuízo líquido consolidado de R$ 3 bilhões.

Como funciona a recuperação judicial da Oi?

Entenda passo a passo como é iniciado um processo de recuperação judicial: Após a solicitação, a empresa deve fazer uma apresentação sobre sua situação para o juiz determinado; ... Após a aprovação do plano, ele é divulgado para os credores e, uma vez aprovado, o processo de recuperação judicial se inicia.

O que é um pedido de recuperação judicial?

A recuperação judicial é um meio utilizado por empresas para evitar que sejam levadas à falência. O processo permite que companhias renegociem as dívidas acumuladas em um período de crise recuperando as atividades e evitando o fechamento, demissões e falta de pagamentos.

Quando a Oi vai pagar seus credores?

Os 10% restantes serão pagos em até dez dias úteis depois da homologação do Plano de Recuperação Judicial, que será votado na Assembleia Geral de Credores (AGC), marcada para o dia 19 deste mês, em primeira convocação, informou a assessoria de imprensa da Oi.

Porque a rede da Oi não está funcionando?

O que fazer se o problema persistir? O ideal é sempre tentar usar primeiro o app Técnico Virtual Oi e realizar todos os testes que ele sugere. O intuito é que, caso algo “banal” esteja causando falhas na sua conexão, como um cabo mal conectado, não seja preciso gastar tempo entrando em contato com a operadora.

Porque a Oi não pode falir?

Em 2016, a Oi entrou com um pedido de recuperação judicial, pois acumulava uma dívida de cerca de R$ 65 bilhões. Com isso, a operadora teve de recorrer à justiça para evitar uma possível falência.

Como receber de uma empresa que está em recuperação judicial?

Há duas forma de habilitar um crédito na lista geral dos credores e vai depender do momento em que o seu pedido for feito. A habilitação poderá ser feita na via administrativa e/ou na via judicial. Na via administrativa é feita perante o Administrador Judicial nomeado pelo juiz para auxiliar no processo.

Qual a lei que garante a recuperação judicial?

No Brasil, a possibilidade de pedir a recuperação judicial foi garantida pela lei 11.101, que é de 2005. Antigamente, o que existia era a Lei da Concordata. Nessa lei, a dívida poderia ser perdoada ou o tempo de pagamento estendido sem a participação dos credores no processo.

Como entrar com o pedido de recuperação judicial?

Para isso, o empresário contrata um advogado para entrar com o pedido de recuperação judicial. Caso o juiz dê o pedido como procedente, é dado um prazo de 180 dias em que as dívidas e os processos executivos são suspensos. Durante esse período, a empresa negocia sob intermédio da Justiça a sua situação com os credores.

Quais são as figuras importantes para a recuperação judicial?

A lei da recuperação judicial institui duas figuraças importantes para o processo: o Administrador Judicial e o Comitê de Credores. De acordo com a lei, o Administrador Judicial “será profissional idôneo, preferencialmente advogado, economista, administrador de empresas ou contador, ou pessoa jurídica especializada”.

Como fiscalizar a recuperação judicial?

II – na recuperação judicial: 1 a) fiscalizar a administração das atividades do devedor, apresentando, a cada 30 (trinta) dias, relatório de sua... 2 b) fiscalizar a execução do plano de recuperação judicial; 3 c) submeter à autorização do juiz, quando ocorrer o afastamento do devedor nas hipóteses previstas nesta Lei, a... More ...

Postagens relacionadas: